Site Loader

A operação brasileira da rede de cafeterias Starbucks está próxima de ter um novo dono. Isso porque empresa de private equity SouthRock estaria negociando com a Starbucks Corporation para se tornar a master franqueada das cafeterias no País.

As informações são do jornal Valor. Segundo a reportagem, caso a proposta seja aceita pela empresa norte-americana, a South Rock se tornará dona das atuais 105 unidades no Brasil que juntas faturaram R$ 200 milhões em 2016.

Na reportagem, o Valor diz que os primeiros contatos aconteceram no ano passado. O projeto prevê a abertura de 60 novas lojas no País nos próximos três anos, totalizando 170 unidades em 2020. O foco das novas lojas seria as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, que já possuem 90% das cafeterias atuais.

Projeto

O acordo garantiria a SouthRock o direito de franquear as lojas no Brasil pelos próximos 20 anos com possibilidade de renovação de igual período. O projeto prevê ainda a diluição de custos e despesas da rede, aumentando as margens de Ebitda para 10% a 20% por ano.

Em nota, a Startucks confirmou que fechou um acordo de licenciamento com a SouthRock Capital, mas apenas para a operação de três lojas no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

“Este modelo de licenciamento é comumente utilizado pela Starbucks® em diversas partes do mundo, como Europa e Estados Unidos, e em grandes redes como Disney, Target e Marriott.”, diz a empresa por nota enviada pela assessoria de imprensa.

“A parceria com uma empresa que compartilha a missão da Starbucks – inspirar e nutrir o espírito humano, um copo, uma pessoa, uma vizinhança de cada vez – permite consolidar o objetivo da rede de crescimento e expansão no Brasil. Além disso, possibilita levar a Experiência Starbucks® para ainda mais clientes, o que não afetará a operação de nossas quatro lojas proprietárias existentes no aeroporto”, completa.

Histórico

A Starbucks chegou ao Brasil em 2006 após uma joint venture com investidores locais. O controlador à época, Café Sereia do Brasil, possuía 51% do negócio. Os americanos, detentores da outra fatia, compraram o total da operação em 2010 se tornando o único dono da Starbucks Brasil Comércio de Cafés.

#MA #FusõeseAquisições

Post Author: Akurat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *