Site Loader

Outubro começou com rumores fortes que, se forem mesmo verdade, prometem uma boa movimentação no mercado de entretenimento e tecnologia. A Disney estaria com planos para uma série de aquisições, que incluem o Twitter. Mas além da rede social, a Disney teria também interesse na aquisição da Netflix.

“Esse é um alinhamento de estratégia da Disney para ganhar nicho de mercado e fortalecer a presença em canais fechados”, diz Francisco D’Orto Neto, especialista em fusões e aquisições da Crowe Horwath.

O negócio pode ser bom para a Netflix, que tem enfrentado dificuldades com relação ao crescimento de sua base de clientes, segundo  a Fortune. O serviço de streaming tinha uma expectativa de novos 2,5 milhão de clientes, mas registrou 1,7 milhões apenas, número bem abaixo do que registrou no segundo semestre de 2015, que foi de 3,3 milhões.

O que representaria para a Disney  a aquisição da Netflix.


A “galinha dos ovos de ouro” da Netflix seria a grande base de clientes. “A Disney viu uma oportunidade comprar um acervo e uma alta capacidade de colocação de filmes, porque o canal da Neflix é uma cadeia global muito forte. E isso fortalece os canais de distribuição da Disney. Apesar de ser um investimento alto, para ela faz sentido”, explica o especialista em fusões e aquisições.

O que “pega” é na verdade o valor do investimento, que representaria um terço da capitalização da Disney, que tem hoje, um valor estimado em US$ 150 bilhões.  Mas D’Orto ressalta que “A Netflix conta com muitos ativos que o mercado precifica, há uma percepção de que a empresa tem uma grande capacidade de alavancar resultados, além da força da marca”.

Post Author: Akurat

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *